STRYKE - Virtual Metal Magazine

RADIO A FERRO E FOGO

terça-feira, 30 de novembro de 2010

vale a pena conferir

Creedence Clearwater Revival – Woodstock’69 (1969) (Bootleg)

null

01 – Run Through The Jungle
02 – Green River
03 – Ninty-Nine And A Half Won’t Do
04 – Bootleg
05 – Commotion
06 – Bad Moon Rising
07 – Proud Mary
08 – I Put A Spell On You
09 – Night Time Is The Right Time
10 – Chooglin’
11 – Suzi Q

http://www.fileserve.com/file/NSBcq25

postagem pirate

covers

The Misfits – Rarezas y Covers [2003] [Compilation]

null

1 -2 Minutos – Me converti En Un Marciano
2-88 Fingers louie – Night Of The Living Dead
3-Aereal M – Last Caress
4-AFI – Halloween
5-AFI – Last Caress
6-Badass – Astro Zombies (live)
7-Bratmobile – Where Eagles Dare
8-Buck O’Nine – Teenagers From Mars
9-Cradle Of Filth – Death Comes Ripping
10-Dead Milkmen – Astro Zombies (Live 1990)
11-Deadguy – Horror Business
12-Ed Gein’s Car – Last Caress
13-Entombed – Hollywood Babylon
14-Eye Q – Last Caress
15-Guns ‘N’ Roses – Attitude
16-Hellacopters – Bullet
17-Jawbreaker – Astro Zombies (& Otras)
18-Lemonheads – Skulls
19-Metallica – Die, Die My Darling
20-Metallica – Last Caress (Acustico)
21-Metallica – Last Caress – Green Hell
22-Misfits – Mephisto Waltz
23-Misfits – Rise above (Black Flag Cover)
24-Misfits – Runaway
25-Misfits & Balzac – Day The Earth Caught Fire
26-Misfits & Henry Rollings – Bullet (live @ the whiskey ‘82)
27-Necromantik Sunshine – London dungeon
28-No Use For A Name – Hybrid moments
29-Refused – Bullet
30-Rocket From The Crypt – I Turned Into A Martian (live)
31-War Called Peace – Skulls

http://www.fileserve.com/file/6ar5jaX

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

THRASH METAL DA MALÁSIA - RECOMENDO

Storming Steels – Aggression Thrashing Fist (2009) [MP3]

Posted on November 24th, 2010
Storming Steels – Aggression Thrashing Fist (2009) [MP3]

01. (03:57) Pounding Merciless Evil
02. (04:53) Eternal Forbidden Sins
03. (03:15) Abyssic Gloom of Horror
04. (04:21) Devil Speed Power (Mighty Blasphemies Legions)
05. (06:26) Master of Darkness (Seduced by Witches)
06. (04:16) Onslaught Thrash Outrage
07. (04:52) Aggression Thrashing Fist
08. (04:45) Hellish Demons Feast
09. (04:37) Sadistik Slaughter (Infernal Savage)
10. (02:57) Hellwitch Possesed
11. (04:56) Aggression Thrashing Fist (Bonus Track)

BANDA DE THRASH METAL DA SERVIA - RECOMENDO

Heller – 3 релиза (1988-2003)

Heller – 3 релиза (1988-2003) [MP3]


1988 – Demo 88 ¤ 128 kbps
1. Innocent Girl 05:05
2. Armageddon 02:26
3. Dead or Alive 03:26
4. Impossible (Metal Is Power) 03:28
1989 – Heller (Reissued 2003) ¤ 320 kbps
1. Inferno 03:41
2. Armagedon 02:23
3. Inverzija 02:59
4. Demonska devojka 04:30
5. Grob bez dna 02:13
6. Dead or Alive 03:25
7. Krvava osveta 04:24
8. Adam i Eva 00:11
9. Varvarska horda 04:23
10. Inkvizicija 03:08
11. Heller 04:43
Bonus Tracks:
12. Destiny
13. Trash
14. H.W.I.B.
15. RR
1993 – Demo Tape (Single) ¤ 128 kbps
1. Destiny 04:28
2. Trash 02:50
3. H.W.I.B. 01:16
4. RR 03:08

DEMO TAPE DO ACID

pérola

Acid - Demo 82

Tracks:
1. 5 Days In Hell
2. Woman At Last

UM BELO FILME

Texto


                                  "ESCRITORES DA LIBERDADE":
                                         
breves considerações 





        O filme "Escritores da Liberdade" (Freedom Writers, EUA, 2007) aborda, de uma forma comovente e instigante, o desafio da educação em um contexto social problemático e violento. Tal filme se inicia com uma jovem professora, Erin (interpretada por Hilary Swank), que entra como novata em uma instituição de "ensino médio", a fim de lecionar Língua Inglesa e Literatura para uma turma de adolescentes considerados "turbulentos", inclusive envolvidos com gangues.


          Ao perceber os grandes problemas enfrentados por tais estudantes, a professora Erin resolve adotar novos métodos de ensino, ainda que sem a concordância da diretora do colégio. Para isso, a educadora entregou aos seus alunos um caderno para que escrevessem, diariamente, sobre aspectos de suas próprias vidas, desde conflitos internos até problemas familiares. Ademais, a professora indicou a leitura de diferentes obras sobre episódios cruciais da humanidade, como o célebre livro "O Diário de Anne Frank", com o objetivo de que os alunos percebessem a necessidade de tolerância mútua, sem a qual muitas barbáries ocorreram e ainda podem se perpetrar.


        Com o passar do tempo, os alunos vão se engajando em seus escritos nos diários e, trocando experiências de vida, passam a conviver de forma mais tolerante, superando entraves em suas próprias rotinas. Assim, eles reuniram seus diários em um livro, que foi publicado nos Estados Unidos em 1999, após uma série de dificuldades. É claro que projetos inovadores como esse, em se tratando de estabelecimentos de ensino com poucos recursos, enfrentam diversos obstáculos, desde a burocracia até a resistência aos novos paradigmas pedagógicos. Em países como o  Brasil, então, as dificuldades são imensas, mas superáveis, se houver engajamento e esforços próprios.


             Nesse sentido, o filme "Escritores da Liberdade" merece ser visto como apreço, sobretudo pela sua ênfase no papel da educação como mecanismo de transformações individuais e comunitárias. Com essas considerações, vê-se que a educação, como já ressaltaram grandes educadores da estirpe de Paulo Freire, tem um papel indispensável no implemento de novas realidades sociais, a partir da conscientização de cada ser humano como artífice de possíveis avanços em sua própria vida e, principalmente, em sua comunidade.



-----



Para saber mais sobre o filme:


cinemadown.blogspot.com/2007/04


http://br.cinema.yahoo.com/dvd/filme/14178/escritoresdaliberdade
Juliana S Valis
Publicado no Recanto das Letras

UM GOL QUE NEM PELÉ FARIA!

video

domingo, 28 de novembro de 2010

PARA REFLEXÃO

Não haverá vencedores
MARCELO FREIXO

Pode parecer repetitivo, mas é isso: uma solução para a segurança pública do Rio terá de passar pela garantia dos direitos dos cidadãos da favela



Dezenas de jovens pobres, negros, armados de fuzis, marcham em fuga, pelo meio do mato. Não se trata de uma marcha revolucionária, como a cena poderia sugerir em outro tempo e lugar.
Eles estão com armas nas mãos e as cabeças vazias. Não defendem ideologia. Não disputam o Estado. Não há sequer expectativa de vida.
Só conhecem a barbárie. A maioria não concluiu o ensino fundamental e sabe que vai morrer ou ser presa.
As imagens aéreas na TV, em tempo real, são terríveis: exibem pessoas que tanto podem matar como se tornar cadáveres a qualquer hora. A cena ocorre após a chegada das forças policiais do Estado à Vila Cruzeiro e ao Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro.
O ideal seria uma rendição, mas isso é difícil de acontecer. O risco de um banho de sangue, sim, é real, porque prevalece na segurança pública a lógica da guerra. O Estado cumpre, assim, o seu papel tradicional. Mas, ao final, não costuma haver vencedores.
Esse modelo de enfrentamento não parece eficaz. Prova disso é que, não faz tanto tempo assim, nesta mesma gestão do governo estadual, em 2007, no próprio Complexo do Alemão, a polícia entrou e matou 19. E eis que, agora, a polícia vê a necessidade de entrar na mesma favela de novo.
Tem sido assim no Brasil há tempos. Essa lógica da guerra prevalece no Brasil desde Canudos. E nunca proporcionou segurança de fato. Novas crises virão. E novas mortes. Até quando? Não vai ser um Dia D como esse agora anunciado que vai garantir a paz. Essa analogia à data histó rica da 2ª Guerra Mundial não passa de fraude midiática.
Essa crise se explica, em parte, por uma concepção do papel da polícia que envolve o confronto armado com os bandos do varejo das drogas. Isso nunca vai acabar com o tráfico. Este existe em todo lugar, no mundo inteiro. E quem leva drogas e armas às favelas?
É preciso patrulhar a baía de Guanabara, portos, fronteiras, aeroportos clandestinos. O lucrativo negócio das armas e drogas é máfia internacional. Ingenuidade acreditar que confrontos armados nas favelas podem acabar com o crime organizado. Ter a polícia que mais mata e que mais morre no mundo não resolve.
Falta vontade política para valorizar e preparar os policiais para enfrentar o crime onde o crime se organiza -onde há poder e dinheiro. E, na origem da crise, há ainda a desigualdade. É a miséria que se apresenta como pano de fundo no zoom das câmeras de TV. Mas são os homens armados em fuga e o aparato bélico do Estado os protagonistas do impressionante espetáculo, em narrativa estruturada pelo viés maniqueísta da eterna "guerra" entre o bem e o mal.
Como o "inimigo" mora na favela, são seus moradores que sofrem os efeitos colaterais da "guerra", enquanto a crise parece não afetar tanto assim a vida na zona sul, onde a ação da polícia se traduziu no aumento do policiamento preventivo. A violência é desigual.
É preciso construir mais do que só a solução tópica de uma crise episódica. Nem nas UPPs se providenciou ainda algo além da ação policial. Falta saúde, creche, escola, assistência social, lazer.
O poder público não recolhe o lixo nas áreas em que a polícia é instrumento de apartheid. Pode parecer repetitivo, mas é isso: uma solução para a segurança pública terá de passar pela garantia dos direitos básicos dos cidadãos da favela.
Da população das favelas, 99% são pessoas honestas que saem todo dia para trabalhar na fáb rica , na rua, na nossa casa, para produzir trabalho, arte e vida. E essa gente -com as suas comunidades tornadas em praças de "guerra"- não consegue exercer sequer o direito de dormir em paz.
Quem dera houvesse, como nas favelas, só 1% de criminosos nos parlamentos e no Judiciário...

MARCELO FREIXO, professor de história, deputado estadual (PSOL-RJ), é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

ESPECIAL PARA COLECIONADORES

Beast (pre-Warlock) - Demo (1981)

http://1.bp.blogspot.com/_7WL8YT7JOT0/TPIwwpUusyI/AAAAAAAAO6I/J5kbYOWWicw/s1600/front.jpg

Vocal By Doro Pesch
POSTAGEM PIRATE 
1.Satisfied You

2.The Next Could Be You

3.Twilight City

4.Black Devil

5.Lord of Thunder

6.Magic Power

7.Renegade to Evil

http://www.mediafire.com/?2v4jlt20k3q4st9

UM CLÁSSICO DA CONTRACULTURA

Jesus Christ Superstar (Jesus Cristo Superstar) [1973]


Elenco: Ted Neeley, Carl Anderson, Yvonne Elliman.
Direção: Norman Jewison
Genero: Musical/Drama/Histórico
Sinopse: Baseado num conceito de projecto álbum escrito por Andrew Lloyd Webber e Tim Rice, e o subsequente longo desempenho da Broadway, este filme conta, duma maneira anacrónica, a história dos 6 dias finais na vida de Jesus Cristo visto pelos conflituosos olhos de Judas Iscariot. Este filme é uma "ópera rock"



DOWNLOAD
Torrent

LEGENDAS
 



RECOMENDO A LEITURA

Quando vale a pena falar de revolução? Uma crise econômica é suficiente para que essa palavra se consolide nas conversas, informais ou não? É curioso, mas em alguns momentos históricos, os chamados "processos de tomada de consciência" ficam mais visíveis. São aqueles instantes em que as tensões atingem uma espécie de ponto de saturação, produzindo eventos que mudam a ordem das coisas. Alguns episódios da história brasileira foram mais eficientes para gerar essa saturação. Por exemplo, quando o sistema colonial português deu sinais de esgotamento, já não foi mais possível esconder que a "revolução" estava bem perto. Porém, qual revolução? Ela mudaria o quê, exatamente? O simples surgir de certos conceitos, inclusive o de revolução, são indicadores que lembram uma panela de pressão prestes a explodir. A questão é captar, no movimento da História, o exato momento em que a válvula dessa panela apita. Nessa hora, conservadores e revolucionários se dividem.
Na história brasileira, os conservadores geralmente foram mais hábeis em captar os sinais da "válvula" da panela e controlaram o rumo das mudanças. Esses momentos sensíveis sempre foram objeto de atenção do historiador Carlos Guilherme Mota, professor aposentado de História Contemporânea da USP. Em A Ideia de Revolução no Brasil e Outras Ideias, publicado pela Editora Globo, foi reeditada a tese de mestrado de Mota, defendida na USP em 1967, junto a vários novos estudos da Revolução Nordestina de 1817, sobre os projetos de José Bonifácio de Andrada e Silva, escrito em 1999, sobre a formação das ideias no Brasil entre 1817 e 1850, este de 2006, além de uma análise das influências do marquês de Pombal na fundação do Império brasileiro, entre 1750 e 1831, escrito em 2007. Esses trabalhos são desdobramentos, pensados ao longo de quatro décadas, da interpretação original sobre formas de pensamento no Brasil em situações-limite.
O perfil que toma o espírito de mudança na sociedade brasileira é o fio condutor desses textos. O ponto de partida está na expressão de Vilhena (um professor de grego em Salvador no século 18), sobre o drama do "viver em colônias". Vilhena notou que a "lógica da propriedade" estava na origem da construção da consciência contra as dificuldades desse viver em colônias. A ideia de "nacionalismo" se confundiu com essa lógica e nela se misturou o conceito de "revolução", quando o sistema colonial perdeu sustentação. Nas Minas Gerais, uma economia diferente, longe do litoral, gerou outra concepção das coisas e do mundo, reafirmou Mota. Uma "revolução" nascia desse outro modo de pensar e não motivada pelo atraso ou pelas condições sociais. Essa revolução era assunto de donos de terra e comerciantes, com alguns agregados, caso de Tiradentes. Escravos, nem pensar. Ocorreram exceções nessa dinâmica antimetrópole, como a Revolta dos Alfaiates na Bahia, em 1798, uma "rebelião de pardos", ou em Pernambuco em 1817. A rigor, Mota não esquece a frase de Caio Prado Jr., de final de vida, para quem "toda a história do Brasil sempre foi um negócio".
O mundo pós Revolução Francesa e pós Revolução Industrial inglesa foram fatores externos que promoveram a "internacionalização do Brasil". Ideias liberais? Mota reafirma que muitas dessas ideias eram "amortecidas" no ambiente colonial porque nele, "a vontade é a do que mais pode". Sublevações negras até ocorriam mas não se misturavam com essa ideia de revolução. Até porque, os intelectuais, leitores dos "princípios franceses", eram muito receosos do fim do braço escravo.
A Ideia de Revolução no Brasil
Carlos Guilherme Mota
Editora Globo

sábado, 27 de novembro de 2010

SAIBA O QUE ESTA ROLANDO NO RIO DE JANEIRO

 RJ vive a maior operação policial da história, diz especialista


27 de novembro - Soldado do Exército aponta para alto do morro, no Complexo do Alemão. Foto: Reinaldo Marques/Terra Soldado do Exército aponta para alto do morro, no complexo do Alemão
A audácia dos traficantes no emprego da violência e no uso de armas pesadas não é uma novidade no cotidiano da população do Rio de Janeiro. Porém, para especialistas, a contundência da resposta do Estado à série de ataques orquestrada por facções criminosas ao longo da semana foi surpreendente.
Conforme o consultor da Secretaria Nacional de Segurança, Vinícius Cavalcanti, o Rio de Janeiro vive a maior mobilização policial de sua história. "Foram chamados agentes de todo o Estado, policiais civis e militares em férias, em folga e licenciados", afirmou.
A Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro disse que os atentados contra, principalmente, a rede de transporte público e veículos privados ocorreram em represália à instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em favelas da capital carioca, um processo iniciado em dezembro de 2008.
Cavalcanti prevê que a implantação das UPPs deve provocar mudança de feição no tráfico de drogas do Rio de Janeiro. "As quadrilhas vão continuar sendo violentas e fratricidas entre si, mas não poderão mais ostentar fuzis, metralhadoras e domínio de território. Serão vendas discretas por encomendas."
Inspiração em Medellín
Conforme dados da municipalidade de Medellín, na Colômbia, de janeiro a agosto de 2010 ocorreram 1.250 mortes em conflitos com a polícia e nas disputas entre gangues e paramilitares por 52 territórios. Até julho, 2.266 pessoas abandonaram suas casas, fugindo da violência. Medellín adotou a estratégia que inspira as UPPs.
Sabine Kurtenbach, especialista em América Latina do Instituto alemão GIGA, sediado em Hamburgo, acredita que se pode aprender com a experiência de Medellín. Para ela, é normal o retorno da violência quando os investimentos sociais não são contínuos. "A desigualdade social é muito acentuada, algo que precisa ser combatido com investimentos. Também é necessário descobrir a razão do retorno da violência".
Kurtenbach disse que se trata de uma estratégia de fôlego, a conciliar continuamente a presença do Estado de Direito e a integração social nas comunidades. "Uma política que una somente segurança e desenvolvimento não funciona. Também é preciso aliar concomitantemente a integração social".
Para Kurtenbach, os esforços de segurança são eficientes somente quando a política de desenvolvimento tem um componente social. Vinícius Cavalcante lembra que a implantação do modelo no Rio tem sido menos sangrenta do que foi na Colômbia, pois as ocupações das favelas são previamente anunciadas
"No Rio, o bandido consegue fugir. Na Colômbia, os teleféricos, as belas escadarias e praças de Medellín e Cali foram erguidos em cima de cadáveres de bandidos comuns e líderes de quadrilhas", diz o especialista brasileiro, que visitou a Colômbia para conhecer o projeto que inspirou as UPPs.
Com a expulsão dos líderes do tráfico do Rio e a implantação das UPPs, o crime está migrando para cidades serranas, norte fluminense, Região dos Lagos e Baixada Fluminense. O fenômeno tem sido debatido pelos governos municipais, mas ainda não foram anunciadas medidas para combatê-lo.
Desde o início dos ataques, no último domingo, pelo menos 38 pessoas morreram em confrontos no Rio de Janeiro.
Violência
Os ataques tiveram início na tarde de domingo, dia 21, quando seis homens armados com fuzis abordaram três veículos por volta das 13h na Linha Vermelha, na altura da rodovia Washington Luis. Eles assaltaram os donos dos veículos e incendiaram dois destes carros, abandonando o terceiro. Enquanto fugia, o grupo atacou um carro oficial do Comando da Aeronáutica (Comaer) que andava em velocidade reduzida devido a uma pane mecânica. A quadrilha chegou a arremessar uma granada contra o utilitário Doblò. O ocupante do veículo, o sargento da Aeronáutica Renato Fernandes da Silva, conseguiu escapar ileso. A partir de então, os ataques se multiplicaram.
Na segunda-feira, cartas divulgadas pela imprensa levantaram a hipótese de que o ataque teria sido orquestrado por líderes de facções criminosas que estão no presídio federal de Catanduvas, no Paraná. O governo do Rio afirmou que há informações dos serviços de inteligência que levam a crer no plano de ataque, mas que não há nada confirmado. Na terça, a polícia anunciou que todo o efetivo foi colocado nas ruas para combater os ataques e foi pedido o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para fiscalizar as estradas. Foram registrados 12 presos, três detidos e três mortos.
Na quarta-feira, com o policiamento reforçado e as operações nas favelas, 15 pessoas morreram em confronto com os agentes de segurança, 31 foram presas e dois policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) se feriram, no dia mais violento até então. Entre as vítimas dos confrontos, está uma adolescente de 14 anos, que morreu após ser baleada nas costas. Além disso, 15 carros, duas vans, sete ônibus e um caminhão foram queimados no Estado.
Ainda na quarta-feira, o governo do Estado transferiu oito presidiários do Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste do Rio, para o Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná. Eles são acusados de liderar a onda de ataques. Outra medida para tentar conter a violência foi anunciada pelo Ministério da Defesa: o Rio terá o apoio logístico da Marinha para reforçar as ações de combate aos criminosos. Até quarta-feira, 23 pessoas foram mortas, 159 foram presas ou detidas e 37 veículos foram incendiados no Estado
Na quinta-feira, a polícia confirmou que nove pessoas morreram em confronto na favela de Jacaré, zona norte do Rio. Durante o dia, 200 policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) entraram na vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, na maior operação desde o começo dos atentados. Os agentes contaram com o apoio de blindados fornecidos pela Marinha. Quinze pessoas foram presas ao longo do dia e 35 veículos, incendiados.
Durante a noite, 13 presidiários que estavam na Penitenciária de Segurança Máxima de Catanduvas, no Paraná, foram transferidos para o Presídio Federal de Porto Velho, em Rondônia. Entre eles, Marcinho VP e Elias Maluco, considerados, pelo setor de inteligência da Secretaria Estadual de Segurança, diretamente ligados aos atos de violência ocorridos nos últimos dias. Também à noite, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, assinou autorização para que 800 homens do Exército sejam enviados para garantir a proteção das áreas ocupadas pelas polícias. Além disso, o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, anunciou que a Polícia Federal vai se integrar às operações.
Na sexta-feira, a força-tarefa que combate a onda de ataques ganhou o reforço de 1,1 mil homens da Brigada de Infantaria Paraquedista do Exército e da Polícia Federal, que auxiliaram no confronto com traficantes no Complexo do Alemão e na vila Cruzeiro. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a polícia permanecerá nas favelas por tempo indeterminado. A troca de tiros entre policias e bandidos no Complexo do Alemão matou o traficante Thiago Ferreira Farias, conhecido como Thiaguinho G3. Uma mulher de 61 anos foi atingida pelo tiroteio na favela e resgatada por um carro blindado da polícia. Foram registrados quatro mortos e dois feridos ao longo do dia. Um fotógrafo da agência Reuters foi baleado no ombro e hospitalizado.
Na parte da noite, o Departamento de Segurança Nacional (Depen) confirmou a transferência de 10 apenados do Rio de Janeiro para o presídio federal de Catanduvas (PR). Também à noite, a Justiça decretou a prisão de três advogados do traficante Marcinho VP e a Polícia Civil anunciou a prisão de sua mulher por lavagem de dinheiro.

O QUE DIZER A RESPEITO? NADA.. NADA MUDOU!

Violência no Rio de Janeiro já fez 27 mortos
25 de Novembro, 2010
O Rio de Janeiro está sob ataques criminosos há cinco dias e o balanço atinge já os 27 mortos e 45 carros queimados, avança o jornal Folha de São Paulo.Das 19 mortes registadas nesta quarta-feira, quatro ocorreram durante uma operação da polícia na Vila Cruzeiro, considerada o principal local de paragem de traficantes na cidade. Uma menina de 14 anos ficou sem vida depois de ter sido alvejada nas costas durante a operação da tropa de elite, escreve o jornal.
Há registo de vários moradores feridos, incluindo uma mulher de 33 anos que sofreu um tiro na barriga.
Os ataques a automóveis ganharam contornos ainda mais graves na madrugada desta quinta-feira, contabilizando-se já 45 carros destruídos desde domingo.

MARAVILHOSO

UM PRESENTE DO PIRATE PARA NOSSOS AMIGOS DE BLOG

Heaven And Hell – Neon Nights, Live In Europe (DVDRip) (2010)

http://i12.fastpic.ru/big/2010/1119/3d/62629752b7859a9b417e153b6c56923d.png
1 


http://www.fileserve.com/file/KK6VaUP/Heaven%20&%20Hell%2030%20Years%20-%20%20Neon%20Nights%20-%20Live%20in%20Europe.2010.XviD.DVDRip.part1.rar

2


http://www.fileserve.com/file/NdtqVwZ/Heaven%20&%20Hell%2030%20Years%20-%20%20Neon%20Nights%20-%20Live%20in%20Europe.2010.XviD.DVDRip.part2.rar

3

http://www.fileserve.com/file/8D5SGX8/Heaven%20&%20Hell%2030%20Years%20-%20%20Neon%20Nights%20-%20Live%20in%20Europe.2010.XviD.DVDRip.part3.rar

Genre: Hard’n’Heavy
Size: 1.46 GB
Country: UK
Length: 01:27:33
01. E5150
02. The Mob Rules
03. Children of the Sea
04. I
05. Bible Black
06. Time Machine
07. Fear
08. Falling Off the Edge of the World
09. Follow The Tears
10. Die Young
11. Heaven and Hell
12. Encore: Country Girl
13. Neon Knights
Quality: DVDRip
Container: AVI
Video Codec: XviD
Audio Codec: AC3
Video: 720×400 (1.80:1), 29.970 fps, XviD build 50 ~ 1935 kbps avg, 0.22 bit / pixel
Audio: 48 kHz, AC3 Dolby Digital, 3 / 2 (L, C, R, l, r) + LFE ch, ~ 448.00 kbps avg

picpicpicpicpicpicpic

Heaven & Hell – Neon Nights: 30 Years Of Heaven & Hell – Live In Europe [live] (2010)


Download


http://www.megaupload.com/?d=4MFQ9FOX

Genre: Heavy Metal
Origin: United Kingdom



Tracklist:
1. Mob Rules
2. Children of the Sea
3. I
4. Bible Black
5. Time Machine
6. Fear
7. Falling Off the Edge of the World
8. Follow the Tears
9. Die Young
10. Heaven and Hell
11. Neon Knights
******************************
Total playing time: 1:14:00

UMA PÉROLA CANADENSE

Lord Ryur - Pact With A Sinner (1986 Single)


País: Canadá
Género: Heavy Metal

Tracklist:

1. Pact With A Sinner 03:45
2. Heroes After Heroes 05:07

Download

UM DOS MELHORES DISCOS EM ESPANHOL


EVO - Animal De Ciudad (1983)


País: España
Género: Heavy Metal

Tracklist:

01. Rock & Roll Barcelona 05:30
02. Animal De Ciudad 04:14
03. Piso El Gas 04:38
04. Madera Dura 02:57
05. Haz Explotar Tu Volcan 04:12
06. Estoy Hecho Polvo 04:19
07. ¿Quien Apreto El Boton? 04:08
08. Noches De Rock Y De Alcohol 03:52
09. Subete Al Globo 03:50
10. Maldita Soledad 05:50

Download

PÉROLA PRÉ-NWOBHM ( DISCO DE 1978)




País: Inglaterra
Género: Heavy Metal / N.W.O.B.H.M.

Tracklist:

01. One In A Crowd
02. Wino
03. Watching T.V.
04. Down The Boozer
05. Motorbike Kid
06. Speed Limit
07. Hard Way
08. Down At The Ritz
09. Doing Time
10. Monday Morning
11. Teabreak

Download

GRANDE METAL FRANCÊS - DISCO DE 1985



País: Francia
Género: Heavy Metal

Tracklist:

01. Lucifer 04:00
02. Cite 03:43
03. Je Ne Veux Pas Devenir Vieux 04:44
04. Heavy Metal Song 03:18
05. Voodoo Child 03:35
06. Toi 03:56
07. Ballade Pour Adrenaline 02:16
08. Cocaine Tush 04:44
09. Destin 05:43

Download

NUNCA É DEMAIS NA COLEÇÃO



Tracklist:

Disco 1
01 – Aces High
02 – 2 Minutes To Midnight
03 – Revelations
04 – The Trooper
05 – Wasted Years
06 – Number Of The Beast
07 – Can I Play With Madness
08 – Rime Of The Ancient Mariner
Disco 2
01 – Powerslave
02 – Heaven Can Wait
03 – Run To The Hills
04 – Fear Of The Dark
05 – Iron Maiden
06 – Band Intro
07 – Moonchild
08 – The Clairvoyant
09 – Hallowed Be Thy Name

Crucified Mortals - Converted By Decapitation



DISCO QUE NÃO PODE FALTAR EM NENHUMA COLEÇÃO

HOLAND HEAVY METAL VOLUME I - HISTÓRICO

George Bellas - Venomous Fingers


toca muito, recomendo

UM EXCELENTE DISCO PERDIDO NA MEMÓRIA. PARA AMANTES DA GUITARRA E DO BOM HARD ROCK. RECOMENDO

Hustler – Play Loud (1975)

Hustler – Play Loud (1975) [MP3]

Tracklist:
01. Money Maker (3:38)
02. You Had It Coming To You (3:56)
03. Boogie Man (4:47)
04. Break Of Day (3:58)
05. Who D’yer Think Yer Foolin’ (2:42)
06. Goin’ Home (3:01)
07. Strange Love (4:21)
08. Little People (3:46)
09. Night Creeper (6:45)
Состав
Tony Beard – Drums
Kenny Daughters – Keyboards
Steve Haynes – Vocals
Mickey Llewelyn – Guitar, Vocals
Kenny Lyons – Bass Vocals

EXCELENTE BANDA SUECA DE HARD ROCK. LANÇAMENTO

The Crystal Caravan – Against The Rising Tide (2010) [MP3]

Tracklist:
01. We’ll Always Lose
02. Love And Direction
03. Apple Hotel
04. I’m A Stone
05. Focus
06. Blues Blues
07. Take What’s Yours
08. Wrecking Ball

RECOMENDO. SOM MUITO LEGAL. PARA QUEM CURTE HARD

Canvas – Digital Pigeon (2007)


Canvas – Digital Pigeon (2007) [MP3]

Tracklist:
1. Dark Side Of The Sun
2. The Spectacle
3. Spiders
4. Ghost Town
5. Armchair Voyager
6. A Reptile Dysfunction
7. You
8. Calmsy Downsy
9. On Second Thought
10. Catwalk
11. Funk Shui
12. Lost In Transit
13. Teen Town
14. Move The Earth

Pulp Fiction - SoundTrack (1994)


Faixas
 

1. Dick Dale - Pumpkin & Honey Bunny
2. John Travolta & Samuel L - Ezekiel
3. Jungle Boogie - Jungle Boogie
4. Al Green - Let's Stay Together
5. Tornados - Bustin' Surfboards
6. Ricky Nelson - Lonesome Town
7. Dusty Springfield - Son Of A Preacher Man
8. Centurians - Zed's Dead Baby
9. Chuck Berry - You Never Can Tell
10. Chuck Berry - You Never Can Tell
11. Maria McKee - If Love Is A Red Dress
12. Peter Green & Duane Whitaker- - Bring Out The Gimp
13. The Statler Brothers - Flowers On The Wall
14. Film Dialouge - Pulp Fiction - Personality Goe
15. You Never Can Tell
16. The Lively Ones - Surf Rider


ATITUDE HARD ROCK VOLUME I - BAIXE E TENHA BOAS SURPRESAS

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

PARA OS RAROS. PSICODELIA PURA

Zalman Yanovsky – Alive And Well In Argentina (1968) [MP3]

Posted on November 24th, 2010
Zalman Yanovsky – Alive And Well In Argentina (1968) [MP3]

Tracklist:
1.Raven In A Cage
2.You Talk Too Much
3.Last Date
4.Little Bitty Pretty One
5.Alive and Well In Argentina
6.Brown To Blue
7.Priscilla Millionaira
8.I Almost Lost My Mind
9.Hip Toad
10.Lt. Schtinckhausen
11.As Long As You’re Here(bonus)
12.Ereh Er’uoy Sa Gnol Sa(bonus)

Steel Mill – Green eyed god (1972)


Steel Mill – Green eyed god (1972) [MP3]

Tracklist:
01.Blood Runs Deep
02.Summers Child
03.Mijo and the Laying of the Which
04.Treadmill
05.Green Eyed God
06.Turn the Page Over
07.Black Jewel of the Forest
08.Har Fleur
09.Get on the Line
10.Zang Will

Toubabou – Le Ble Et Le Mil (1974 Live) Attente (1975)

ESSE SAIU DO BAÚ

Toubabou – Le Ble Et Le Mil (1974 Live) Attente (1975) [MP3]

Tracklist:
1. Oasis (10:11)
2. Man Yaka Ghane (6:24)
3. Ambush (7:15)
4. Noumoulou (3:11)
5. Carignan (3:23)
6. Yama Nekh (4:49)
7. Doudou N’Diaye et ses Rosettes (7:36)

MAIS UMA PÉROLA DO HELLRAISER

Ghost - Ghost (1990)


Saudações, mortais desse Estranho Mundo.
Masaki Batoh (vocalista e guitarrista) nasceu e cresceu em Kyoto, Japão. Fã de Bob Dylan, Pink Floyd, Velvet Underground e Flower Travellin' Band, pareceu natural quando em 1984 ele sentiu vontade de formar sua própria banda e expressar sua visão pessoal do Rock e da psicodelia que tanto o influenciou. Em 91 Batoh e sua banda Ghost (então com Taishi Takizawa nas guitarras, flautas e saxofone, Kohji Nishino no baixo, e Mu Krsna na bateria e percussão) lançou seu primeiro disco - que pode ser ouvido aqui, aqui aqui, aqui e aqui. Misturando elementos acústicos e elétricos, sonoridades tradicionais japonesas (gongos, sinos, flautas) e elementos naturais (água, vento), Batoh promove uma espécie de Acid-Folk-Jam, um clima musical entre o místico e o primitivo que flutua da delicadeza oriental ao ruído ocidental sem perder a identidade. Algo realmente interessante pra se ouvir.
Mais informações e amostras aqui.
"Almas atormentadas, tremei!"

VALEU HELLRAISER, DISCAÇO!

Preacher Stone - Preacher Stone (2009)


Saudações, mortais desse Estranho Mundo.
Com a autenticidade e credibilidade de alguém muito bem acompanhado pelo bom e velho Jack Daniel's a banda Preacher Stone desfia seu rosário de amores mal resolvidos, hospitalidade e amizade ao estilo sulista e, é claro, muitas doses de destilados. Nascida das cinzas das bandas Phantom Park e Riddle, ambas da Carolina do Norte, a Preacher Stone (Ronnie Riddle, vocais, Marty Hill e Benny Huntt, guitarras, Josh Sanders, baixo, e Brent Enman, bateria) iniciou sua carreira em 2008 e um ano depois já tinha chamado a atenção das rádios voltadas para o Southern Rock, tudo graças à composições como "Not Today" e "Homegrown Hoedown", entre outras. Profissionalismo e talento que fazem com que "Preacher Stone", álbum de estréia da banda, seja recomendado por 10 entre 10 apreciadores do gênero eternizado por Molly Hatchet e Lynyrd Skynyrd.
Mais informações aqui.
"Almas atormentadas, tremei!"

SEM COMENTÁRIOS. BAIXE OU DEIXE DE SER ROQUEIRO


Post: Paulo Riomar - parceiro de vários blogs ( estamos juntos no A FERRO E FOGO e no METAL PRUDENTE )
 Heavy Metal

Track List:

1. Born To Lose (4:01)
2. I Know How To Die (3:19)
3. Get Back In Line (3:35)
4. Devils In My Hand (4:21)
5. Rock N Roll Music (4:25)
6. Waiting For The Snake (3:41)
7. Brotherhood Of Man (5:15)
8. Outlaw (3:30)
9. I Know What You Need (2:58)
10. Bye Bye Bitch Bye Bye (4:04)

Improviso blues Am7 Vandão

GRANDE POSTAGEM DO BLOG IRMÃO ALMA HARD ROCK


LEFT SIDE - (LIKE A) LOCOMOTION

 

VALEU ALEHARD. 



(Like A) Locomotion foi lançado em 76 e relançado em 2006. Tem um sonzão bem Rock N' Roll anos 70, o qual foi um dos grandes expoentes do Rock nesta década. O grupo é holandês e com certeza todos aquí no Brasil que já tiverem uma idade acima dos 30, irão lembrar da música Mamma Mia (Everytime I See Ye'), que tocava exaustivamente nas rádios, além de outras como Gimme Your Love, Can´t You See Me, Alcohol Ruins Your Life e Freedom Means a Lot of Words To Me. Sensacional e maravilhoso!!!!! Recomendado para todos!!!! O disco vai para nossa grande amiga Gláucia, que foi quem nos lembrou da música!!! Valeu!!
Super Recomendadíssimo!!!!!


Gênero: Classic Rock/Folk
Origem: Netherlans
Ano: 1976


Set:
  1. GimmeYour Love
  2. Be-Bob Baby
  3. Tessie (I Love You)
  4. I'll Be There
  5. Mama Mia (Everytime I See Ye)
  6. I Can't Say Why
  7. Can't You See Me
  8. (Like A) Locomotion
  9. Gold In Neew Orleans
  10. Alcohol Ruins Your Life
  11. I Want Ye And I Get Ye
  12. This Is Lif
  13. Hello, Goodbye, Baby I See Ye
  14. Freedom Means A Lot Of Words To Me


Members:
Harmen Veerman - Vocals, Guitars
Evert Jan Reilingh - Guitars
Dick Plat - Keyboards
Jan Schilder - Bass
Klaas Tuyp - Drums


Left Side - (Like A) Locomotion '76

Pass: alma hard aor

Posted By Alehard

Atitude Power 2010 - Volume V

POSTAGEM PIRATE

01 - Blaspheme (Fra) - The Crow
Briser Le Silence 2010 FULL
02 - Blaspheme (Fra) - Qui suis-je ?
Briser Le Silence 2010 FULL
03 - Metal Inquisitor (Ger) - Betrayed Battalion
Unconditional Absolution 2010 FULL
04 - Metal Inquisitor (Ger) - Suffer The Heretic To Burn
Unconditional Absolution 2010 FULL
05 - Motörhead (UK) - Devils in My Head
The World Is Yours 2010 FULL
06 - Motörhead (UK) - Brotherhood of Man
The World Is Yours 2010 FULL
07 - Lethal Saint (Cyprus) - Heavy Metal Knights
Lethal Saint 2010 FULL
08 - Lethal Saint (Cyprus) - Midnight Warriors
Lethal Saint 2010 FULL
09 - Children of Technology (Ita) - Racing Through the Valley of Death
It's Time to Face the Doomsday 2010 FULL
10 - Children of Technology (Ita) - Screams From the Earth
It's Time to Face the Doomsday 2010 FULL
11 - Okkultokrati (Nor) - Stench Of Life
No Light For Mass 2010 FULL
12 - Okkultokrati (Nor) - Promise Me The World (So I Can Destroy It)
No Light For Mass 2010 FULL
13 - Vindicator (USA) - Gates Of Inequity (Intro) - Beneath The Guillotine
The Antique Witcheries 2010 FULL
14 - Vindicator (USA) - Raze Of The Dead
The Antique Witcheries 2010 FULL
15 - Exodus (USA) - Good Riddance
Exhibit B: The Human Condition 2010 FULL
16 - Exodus (USA) - Devil's Teeth
Exhibit B: The Human Condition 2010 FULL
17 - Exciter (Can) - Hellfire
Death Machine 2010 FULL
18 - Exciter (Can) - Skull Breaker
Death Machine 2010 FULL
19 - Toxic Carnage (Bra) - Violent Carnage
Storm Of Hate 2010 FULL
20 - Toxic Carnage (Bra) - Tormentor [Kreator Cover]
Storm Of Hate 2010 FULL

DOWNLOAD

http://www.mediafire.com/?x7bedvw9r2bd5t3

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

ESSE DISCO É EXCELENTE. RECOMENDO




1. Intro
2. Metal Beasts 08:48
3. Blitz Invasion 06:564. Forsaken Land 07:26
5. Victory 05:08
6. Bitterblood 04:42
7. Tribute (To Rock & Roll) 03:05
8. Le Devision De Faire 04:56
9. Hellfire 07:32
Total playing time 48:37
Line-up:
Sascha 'Sir Lord Doom' Maurer: vocals (Poseidons Anger, Titan Steele, Forgotten North)
Timo Tippmann: guitar(Titan Steele)
Torsten Lang: guitar (Titan Steele)
Jesco-Bernd Wolter: bass (Titan Steele, Forgotten North)
Martin Zellmer: drums (Crystal Shark)

Down.: mediafire

COM ESSA FORMAÇÃO NÃO PRECISA DE INFORMAÇÕES

1. Conspiracy Theory 03:47
2. Apocalypse 2012 03:57
3. Night Magic 04:06
4. Tear out my Head 05:00
5. Oh How the Mighty Have Fallen 04:12
6. Tarot 04:46
7. Kingdom of Evil 05:52
8. The Remnant 02:50
9. Angels of Babylon 03:52
10. Second Coming 07:03
Total playing time 45:25

Line-up:
David Fefolt - Vocals (Hawk, Forgotten Realm (USA), Valhalla, Masi)
Ethan Brosch - Guitar
David Ellefson - Bass (Megadeth, Avian (USA), Temple of Brutality)
Kenny Earl "Rhino" Edwards -Drums (Manowar, HolyHell, Forgotten Realm (USA))

Down.: mediafire